Gestação e varizes

meilleur site de rencontre gratuit 2016 Varizes do membros inferiores é uma queixa frequente em gestantes e apresenta alguns aspectos peculiares como a precocidade do seu desenvolvimento e intensidade, assim como a regressão espontânea no puerpério (pós-parto). É comum inclusive o surgimento de veias dilatadas em outras regiões do corpo como abdome, braços, região genital e mamas.

Algumas teorias tentam explicar a piora das varizes durante a gravidez:
- compressão mecânica exercida pelo útero gravídico sobre as veias da região pélvica
- aumento hormonal (estrogênio e progesterona)
- aumento da circulação na região pélvica
- aumento do volume sanguíneo (volemia)

Os principais fatores de risco conhecidos para o desenvolvimento de varizes durante a gestação são idade acima de 23 anos, múltiplas gestações e antecedente familiar positivo.

O uso da meia elástica de compressão e medicações flebotômicas podem auxiliar na melhora dos sintomas provocados pela sobrecarga venosa durante a gestação. O repouso frequente com a elevação das pernas assim como alimentação saudável e controle do ganho de peso excessivo são medidas que auxiliam na prevenção das varizes durante a gestação. As varizes tendem a regredir em até 3 meses após o nascimento do bebê, caso isso não ocorra, você poderá procurar assistência médica para discutir os possíveis tratamentos.

O tratamento cirúrgico das varizes ou a escleroterapia (aplicação) estão contraindicados durante a gestação. A realização desses procedimento na fase de amamentação deve ser discutida com o médico.