Como reconhecer e evitar trombose e embolia pulmonar em viagens longas?

Qualquer pessoa pode ter trombose venosa profunda ou embolia pulmonar.  Viajantes que permanecem com os movimentos limitados por períodos prolongados, em geral acima de 6 horas, são mais vulneráveis. O maior risco em geral está associado a viagens aéreas, entretanto, a trombose também pode ocorrer em viagens de trem, carro e ônibus.

Algumas medidas simples podem ser tomadas para evitar a trombose venosa e a embolia pulmonar durante viagens longas:
- movimentar-se (levantar e andar) regularmente durante a viagem
- exercitar a musculatura da panturrilhas (realizando movimentos como “pisar no acelerador do carro”, de forma a contrair a musculatura da panturrilha)
- sentar no assento do corredor quando possível
- evitar bebidas alcoólicas e beber muita água para manter a hidratação

Para pacientes com fatores de risco adicionas (ver sessão trombose venosa profunda e embolia pulmonar), algumas outras medidas como o uso da meia elástica de compressão graduada, e de medicações anticoagulantes antes da viagem podem ser necessárias.
Caso apresente algum dos seguintes sintomas após uma viagem longa, procure atendimento médico imediato:
Sintomas relacionados a trombose venosa profunda
- dor ou inchaço da perna
- vermelhidão e aumento da temperatura na perna afetada

go to my site Sintomas relacionados a embolia pulmonar
- falta de ar/dificuldade para respirar
- sensação do coração acelerado (taquicardia)
- dor torácica
- tosse excessiva inexplicada
- sensação de desmaio